Trabalhos 2016

Escola EB 2,3/S Josefa de Óbidos (Óbidos)

Atividade:  A - painel de bebidas (para todos)

Escalão: 2º escalão: 2º e 3º ciclos do ensino básico

Processo:
Com base nos resultados apurados no inquérito que anexamos, concluímos que 30% dos inquiridos consome "quase sempre" refrigerantes, sendo que a maioria (independentemente da frequência) o faz às refeições, ou acompanhado de comida.
97% diz desconhecer a quantidade de açúcar que existe nas bebidas que ingere e 73% diz que isso não o/a preocupa, sobretudo os alunos do 3º ciclo. Quase 100% dos inquiridos alega desconhecer a quantidade de açúcar que "bebe" por dia.
O inquérito foi elaborado e realizado no contexto da Educação para a Cidadania, cujas aulas no 3º período foram cedidas ao Eco-Escolas para que este projecto fosse dinamizado. Inquiriram-se cerca de 100 alunos, funcionários e professores da escola e o tratamento dos dados foi feito pela animadora do município de Óbidos ao serviço do Eco-Escolas, Cláudia Batista.
O processo de escolha das bebidas a analisar foi iniciado com uma pesquisa informal pelos caixotes do lixo/ecopontos da escola, de modo a verificar quais as bebidas com açúcar de maior consumo, e chegou-se à conclusão que as consumidas com maior frequência são:
*Compal (vários)
*Ice Tea (vários)
*Fanta (sobretudo laranja)
*Guaraná
*Coca-Cola
*7UP
*Blue
Curiosamente estas eram também as bebidas que maior parte dos alunos da turma também consumiam/conheciam, sendo que estes acrescentaram à lista o sumo em pó/solúvel (que regra geral bebem em casa).
Embora informalmente, concluiu-se ainda que as bebidas consumidas na escola são compradas no café em frente ao estabelecimento de ensino ou no hipermercado junto à escola, pois o bar da escola vende exclusivamente sumos sem gás e com teor de açúcar reduzido e estes não parecem ser muito atractivos para os estudantes.
Relativamente ao cálculo dos valores de açúcar nos recipientes que constam no painel (e no vídeo que o complementa), temos a comunicar que estefoi feito pelos alunos com o apoio da professora responsável pela disciplina de Educação para a Cidadania, Isabel Vale, que é também a directora e professora de matemática da turma, e pela animadora envolvida no projecto.Também o gráfico foi construído pelos alunos, tendo-se optado primeiramente por um gráfico de pontos que depois foi adaptado criativamente.
Na construção do gráfico foi pedido aos alunos que fossem o mais originais e criativos possível.

Características do painel:
Foi privilegiada a reutilização de materiais na construção do gráfico, tendo o seu aspecto e tamanho ficado condicionado pelo material usado que a turma tinha ao seu dispor. Começou-se por escolher um antigo suporte publicitário doado por uma farmácia para fazer a base e optou-se por cobrir apenas uma das suas fases (a não impressa para que todos vissem que a base era reaproveitada). Usou-se tapete de relva sintética reaproveitado da Biblioteca para revestir a base e criar o cenário de fundo do gráfico e utilizaram-se pioneses já usados para criar as "barras" de leitura da quantidade de açúcar adicionada às bebidas. Utilizou-se ainda fio de pesca reaproveitado (para complementar a leitura das barras) e latas de bebidas recolhidas do lixo/ecopontos da escola. Aparte disso foram utilizadas cola-quente, marcadores para colorir os pioneses e algum texto impresso. Contudo, na impressão, foram tidos em conta os custos, tentando aproveitar ao máximo o papel e reduzir ao mínimo o uso da cor.
O painel não foi afixado mas foi colocado num cavalete junto à zona do bar da escola onde os alunos regra geral fazem fila para pedir o que vão consumir, e onde habitualmente esperam o tempo suficiente para conseguirem ler/analisar a informação disponibilizada. Pela observação feita foi verificado que era exactamente isso que acontecia, enquanto esperavam os alunos olhavam para o painel de bebidas e viam o vídeo que o complementava (este musicado para chamar à atenção). Fomo-nos apercebendo que a maioria se mostrava surpreendida com a quantidade de açúcar que existe em cada bebida tendo-se registado alguns comentários como: "Nuca mais bebo Fanta" e "Que horror, 5 pacotes de açúcar só numa Coca-Cola". Questionado sobre a utilidade da informação prestada os alunos diziam que fazia sentido pois já sabiam que os sumos tinham muito açúcar nunca imaginavam era que era tanto.
Decidiu-se acompanhar o painel de um vídeo/pequeno filme que mostra os alunos a pegar numa bebida e a simular que vai despeja-la para um copo, só que em vez de líquido sai de dentro do recipiente açúcar. Saí supostamente o açúcar que compõe a bebida mostrada, sendo que cada take é iniciado e terminado com uma legenda que diz exactamente quanto açúcar é que tem aquele produto. O vídeo é composto ainda por algum texto que alerta para dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde, e divulgados pela Direcção Geral de Saúde, sobre o consumo excessivo de açúcar.
Por não conseguirmos fazê-lo não anexamos o vídeo a este relatório técnico, mas mostramo-nos disponíveis para o fazer por outras vias.

Inquérito:

Registo fotográfico: