Trabalhos 2017-18

Escola Profissional Infante D. Henrique


Atividade:  D - eco-ementas (para escalões 2 e 3: 2/3º ciclo, secundário, profissional e superior)

Escalão:  3º escalão: ensino secundário, profissional e superior

Seleção da época:  outono/inverno

Ementa:
Entrada: Caldo de nabos
Prato principal: Caril de grão com abóbora
Sobremesa: Aspic de fruta da época
Bebida: Tisana de salva-ananás

Memória descritiva:
Foram designadas para participar neste desafio as 2 turmas do último ano de Técnicos de Restauração - Variante Cozinha / Pastelaria. Os alunos foram chamados a colaborar no desafio através da sugestão de iguarias adequadas a servir em cantinas escolares.
De entre as várias sugestões apresentadas, os professores optaram por seleccionar os contributos de ambas as turmas de uma forma equitativa. Assim, participam neste desafio 2 alunos da turma do 3º TRCP-A e 3 alunos da turma do 3º TRCP-B.
Os professores envolvidos acompanham os alunos de uma forma transversal, colaborando do desenvolvimento do desafio.
Aquando da elaboração da ementa não foram definidos quais os vegetais a ser utilizados na sopa, (exceto os nabos) uma vez que os mesmos estão sujeitos a disponibilidade sazonal.
A mesma situação se aplica à sobremesa.
As leguminosas e a abóbora do prato principal são produtos produzidos localmente que se conservam durante grande parte do ano.
A opção por um prato vegetariano visa reduzir a pegada ecológica, substituindo a carne por géneros alimentícios com um menor impacte ambiental.
A salva-ananás da tisana está plantada na horta biológica da escola em quantidade suficiente.
Para além desta erva aromática, a escola produz, na sua horta pedagógica e biológica, dezenas de espécies que são utilizadas por rotina nas aulas de Cozinha e Pastelaria de todos os anos do curso.
De acordo com as previsões de quantidade servida, esta ementa representa uma ingestão de 691 Kcal, o que corresponde a 107% das necessidades de um aluno do 3º ciclo do ensino básico. Apesar de a ementa não conter produtos de origem animal, o aporte de proteína é de 19,33 gr, o que corresponde a 1455 das necessidades aos alunos do escalão referido. No entanto, tal facto é compensado por se tratarem de proteínas de origem vegetal, cuja biodisponibilidade é menor. O teor de gordura também está ligeiramente acima dos valores de referência mas, se analisarmos por tipo de lípido, verifica-se que as gorduras saturadas contidas nesta ementa estão abaixo dos valores recomendados como máximos (84%). Os hidratos de carbono estão ligeiramente abaixo dos valores de referência para o escalão, mas as fibras alimentares estão presentes de forma significativa (240% relativamente aos valores de referência), o que contribui para a sensação de saciedade na ingestão desta ementa.

Registo fotográfico:

Informação extra: