Trabalhos 2018/2019

Escola Secundária Carolina Michaëlis


Atividade:  C - Alimenta a tua Criatividade (para escalão 1: JI e 1º ciclo)

Escalão:  1º escalão: jardins-de-infância e 1º ciclo do ensino básico

Alimentos selecionados:
Os alimentos, frutos e legumes que usámos na confecção dos pratos que submetemos a concurso, foram seleccionados por serem comuns no dia a dia e serem agradáveis ao paladar dos alunos. A maior parte destes frutos cultivam-se em Portugal, muitos deles em ecossistemas naturais, embora outros sejam cultivados em estufas. De todo o modo, encontram-se facilmente à venda nesta época do ano.
Para alimentarmos, também, a nossa criatividade escolhemos:
• maçãs – originárias da Ásia Ocidental, porém cultivadas há milhares de anos em toda Ásia e na Europa, inclusive em Portugal;
• tangerinas – nativas da Ásia (Índia e China e países vizinhos de climas temperados a quentes), mas também comuns em Portugal;
• bananas – originárias do Sudoeste da Ásia, cultivam-se em quase todas as regiões tropicais do planeta e são um fruto que se encontra durante todo o ano. As bananas que usámos foram cultivadas na Madeira, apesar de mais pequenas são muito doces e saborosas;
• uvas - originária da Ásia, a videira, planta que produz as uvas, é cultivada em todas as regiões de clima temperado. Portugal é produtor de diversas variedades de uva. A colheita das uvas (vindima) no nosso país faz-se no fim do verão e início do outono. Não sabemos bem se as uvas que usámos são uvas portuguesas conservadas ou se vieram de outros países (por exemplo do Chile);
• laranja - a laranja doce foi trazida da China para a Europa no século XVI pelos portugueses. É por isso que as laranjas doces são denominadas "portuguesas" em vários países. A laranja pode ser colhida durante quase todo o ano (o verão é a época baixa para a laranja) e por isso usámos laranjas portuguesas na confecção dos nossos pratos;
• limão – fruto originária da região sudeste da Ásia, cultiva-se em Portugal durante todo o ano e é usado na doçaria (tartes, bolos e pudins) e na culinária salgada (marinadas, por exemplo). Também substitui o vinagre, no tempero de saladas.
• morango – criado na Europa no século XVIII, cultiva-se também em Portugal. Como são uma fruta desta época do ano, conseguimos usá-los no nosso trabalho de decoração;
• kiwi – nativo do Sul da China. São plantas típicas de locais com clima temperado ou subtropical de montanha. Desde 2015 que Portugal é o décimo maior produtor deste fruto, por isso também o usámos nos nossos pratos de fruta.
• cenoura - foi desenvolvida na Holanda e hoje cultiva-se durante todo o ano em Portugal. Pode ser comida crua ou na confecção dos mais diversos pratos. Tem uma cor muito bonita.
• tomate – o tomate é originário das Américas Central e do Sul. Começou a ser utilizado como alimento no México, espalhando-se por todo o mundo depois da colonização da América do Sul pelos europeus. Portugal tem o segundo melhor índice de produção de tomate por hectare do mundo, superado apenas pelo do estado norte-americano da Califórnia, pelo que comemos tomate todo o ano.

Número de participantes:
Participaram nesta atividade 45 alunos, 20 da turma Ac do 3.º ano e 25 da turma Ac do 4.º ano do 1.º CEB.

Idade média dos participantes:
Os alunos encontram-se na faixa etária dos 9/10 anos.

Memória descritiva:
Como consequência da participação e da boa classificação obtida no projeto/concurso os “Heróis da Fruta”, os alunos da escola e os seus Encarregados de Educação encontram-se, genuinamente, sensibilizados para a importância de incluir várias peças de fruta na sua dieta alimentar. Os seus lanches são hoje mais saudáveis, trazem sempre fruta em vez de produtos muito calóricos ricos em açúcar e gordura.
Assim, as professoras destas turmas propuseram aos alunos envolverem as suas famílias neste desafio e pedirem-lhes para trazerem peças de fruta diversificadas para a escola. As famílias acederam, treinaram com os sues educandos a decoração de pratos com fruta e enviaram peças de fruta para a escola. Com os frutos que trouxeram de suas casas, os alunos, em grupo, confecionaram os pratos que designaram com nomes identificativos tais como: ilha; borboleta; minhoca; tartaruga... consoante lhes sugeria a disposição dos pedaços de fruta.
Depois dos pratos decorados, fotografaram-se e num processo de negociação partilhada entre os alunos, escolheram-se os seis pratos que reuniram maior número de adeptos/apoiantes.
Para ficarem a saber mais sobre os frutos que usaram na decoração e que são quotidianamente consumidos, tiveram a ajuda das professoras das duas turmas e da professora coordenadora do projeto Eco-Escolas, que apoiaram os alunos na recolha, seleção e tratamento da informação em diversos sítios da internet.

Registo fotográfico: