Trabalhos 2018/2019

Escola Básica e Secundária Dr. Jaime Magalhães Lima


Atividade:  B - Painel dos Alimentos (para todos)

Número de participantes:
10

Idade média dos participantes:
11 anos

Memória descritiva:
O inquérito incluía a listagem de sete espécies de peixes. Os alunos inquiridos respondiam colocando uma cruz nas espécies de peixes mais consumidas por eles, havendo a possibilidade de acrescentar outra(s) opção(opções). Este inquérito foi aplicado a uma turma de cada ano dos 2º e 3º ciclos e a uma turma do ensino secundário.
Pelos resultados do inquérito observou-se que as espécies de peixes mais votadas foram, por ordem da mais para a menos consumida, o atum, o bacalhau, o salmão, a pescada, a sardinha, o carapau e a cavala.
Para a elaboração do trabalho, consideraram-se as 6 primeiras.
As imagens foram impressos à escala de 1:1,75.
Deste modo, o painel contém a seguinte informação, para cada espécie:
Atum – Rabilho Thunnus thynnus L.
Espécie selvagem ou de cultura
Tamanho mínimo de captura: 70 cm
Origem geográfica: Atlântico Nordeste (Zona FAO 27)
Mar Mediterrâneo (Zona FAO 37)
Bacalhau – do – Atlântico Gadus morhua L.
Espécie selvagem
Tamanho mínimo de captura: 35 cm
Origem geográfica: Atlântico Nordeste (Zona FAO 27)
Salmão Salmo salar L.
Espécie selvagem ou de cultura
Tamanho mínimo de captura: 55 cm
Origem geográfica: Atlântico Nordeste (Zona FAO 27)
Atlântico Noroeste (Zona FAO 21)
Pescada-branca Merluccius merluccius L.
Espécie selvagem
Tamanho mínimo de captura: 27 cm
Origem geográfica: Atlântico Nordeste (Zona FAO 27)
Mar Mediterrâneo (Zona FAO 37)
Sardinha Sardina pilchardus W.
Espécie selvagem
Tamanho mínimo de captura: 11 cm
Origem geográfica: Atlântico Nordeste (Zona FAO 27)
Carapau Trachurus trachurus L.
Espécie selvagem
Tamanho mínimo de captura: 15 cm
Origem geográfica: Atlântico Nordeste (Zona FAO 27)
Mar Mediterrâneo (Zona FAO 37)
Em relação a todas as espécies, o painel inclui a seguinte informação:
BENEFÍCIOS DO CONSUMO DE PEIXE
• Fornece nutrientes vitais para o nosso corpo;
• Reduz o risco de doenças cardíacas e acidente vascular cerebral (AVC), por ser rico em ómega 3;
• Previne doenças neuro degenerativas;
• Reduz o risco de doenças auto imunes, incluindo a diabetes do tipo I;
• Melhora a tensão arterial;
• Reduz os níveis de colesterol LDL;
• Reduz o risco de cancro;
• Previne o envelhecimento precoce;
• Melhora a saúde da pele e do cabelo;
• Melhora a concentração, memória e a capacidade de aprendizagem;
• Previne e combate a depressão;
• Melhora a qualidade do sono;
• Melhora a visão.
MALEFÍCIOS DO CONSUMO DE PEIXE
. PARA A SAÚDE HUMANA
. Pode provocar queda de cabelo, subida da tensão arterial, dificuldades de concentração, problemas cardiovasculares e problemas no sistema nervoso central, devido ao contacto deste com águas contaminadas contendo mercúrio, PCBS em óleo e em transformadores, bactérias, fezes, toxinas, vários metais pesados (ex: mercúrio) e outros e pesticidas;
. Pode provocar reações alérgicas, entre outras, erupções cutâneas e corrimento nasal;
. Em cativeiro, pode surgir acumulação de bactérias e libertação de substâncias tóxicas no peixe provocando infeções no organismo humano, bem como a diminuição da qualidade nutritiva do peixe.
. PARA A SUSTENTABILIDADE DOS OCEANOS
. A sobrepesca compromete a renovação das várias espécies contribuindo para a escassez da biodiversidade marinha no futuro;
. A aquacultura industrial contribui para a poluição da água desequilibrando o ecossistema marinho e afetando populações piscatórias de forma direta;
. A pesca de arrasto afeta ou destrói grandemente ecossistemas marinhos.

Anexos:

Características do painel:
Dimensões
(128 x 100) cm2
Materiais utilizados
4 cartolinas de cor azul claro, 2 cartolinas de cor azul escuro, 2 cartolinas de cor azul forte, papel de lustro de cor verde forte reutilizado, papel de fotocópia impresso e plástico autocolante.
Local onde está afixado o Painel: num placard da entrada do refeitório.

Registo fotográfico: