Trabalhos 2018/2019

Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre


Atividade:  D - Eco-Ementas (para escalões 2 e 3: 2/3º ciclo, secundário, profissional e superior)

Escalão:  3º escalão: ensino secundário, profissional e superior

Ementa:
Sopa Fria de Uva e Tomate
Linguine de Centeio e Salada de Tomate
Hamburguer de Couve Flor e Couscous
Mousse de Maçã e Queijo Quark

Anexar a ementa:

Memória descritiva:
Vivemos num mundo de globalização e em contante crescimento, onde os impactos ambientais são cada vez mais evidentes e prejudiciais, em diferentes áreas. É por isso imperativo e urgente a promoção de mudanças estratégicas e politicas que contribuam para um ambiente melhor, mais saudável e sustentável.
O exercício da ação de mudança para a sustentabilidade ambiental deverá atender às necessidades do presente, sem comprometer as necessidades do futuro, numa relação de equilíbrio entre as vertentes económicas, sociais e ambientais.
Para a elaboração destas ementas foram ponderados fatores relacionados com a sustentabilidade ambiental e a sazonalidade, associados às tradições alentejanas e por sua vez mediterrânicas. Assim, os produtos selecionados refletem estes dois pilares. Passamos a exemplificar, na ementa primavera/verão a escolha da sopa fria (baseada na sopa tradicional alentejana “gaspacho”) explica-se pelo fato do ingrediente base, o tomate, ser utilizado principalmente nos meses mais quentes uma vez que é uma cultura de verão. A uva é também um dos ingredientes tipicamente mediterrânicos muito usual na nossa região.
A escolha do hambúrguer de couve-flor devesse ao fato deste vegetal ser pobre em gorduras hidratos de carbono e proteínas. É um ingrediente rico em potássio, cálcio, magnésio, fósforo e ferro e o couscous que é uma excelente fonte de energia e é muito rico em fibra. Da junção destes dois ingredientes resulta uma refeição equilibrada e saudável. Este hamburger é aromatizado com manjericão que faz uma combinação perfeita com o tomate.
A maçã bravo Esmolfe (produto de indicação geográfica protegia) e o quark, são ingredientes rei na sobremesa. Foi feito um puré de maçã que levou umas raspas de laranja para equilibrar o sabor sem qualquer adição de açúcar. Leva ainda queijo quark ao qual foi adicionada um pouco de mel para acrescentar alguma doçura. A escolha do mel foi pensada por ser um produto biológico e produzido na nossa serra.
Está preocupação com a escolha dos produtos locais e sazonais prende-se ainda com a valorização da economia local e dos seus produtores. Este desenvolvimento da produção local e consumo dos produtos locais está diretamente relacionado com a redução da pegada ecológica. Ao consumirmos produtos locais estamos a evitar consumir produtos que viriam de outros pontos e que ao serem transportados libertariam na atmosfera volumes consideráveis de gases poluentes.
Resumindo, o que para os olhos menos experientes pode parecer “obra do acaso”, a criação de menus é uma tarefa que envolve criatividade e muito conhecimento
Envolvimento da comunidade
Este projeto envolveu a participação dos seguintes elementos:
Chef Luís de Matos, Chef Ricardo Dias, alunos Josué Marques, Leonardo Magrinho e Raquel Santos.

Registo fotográfico:

Informação extra: