Trabalhos 2018/2019

Escola Básica e Secundária de Canelas


Atividade:  A - Brigada da Cantina (para todos)

Escalão:  2º escalão: 2º e 3º ciclos do ensino básico

Aspetos analisados pela Brigada da Cantina:
No âmbito da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, os alunos do 7.ºA desenvolveram, entre outras atividades, dois desafios propostos pelo Programa Eco-Escolas integrados no tema “Alimentação Saudável e Sustentável”, designadamente a Brigada da Cantina e o Painel dos Alimentos do Mar. Estes desafios foram propostos a esta turma em virtude de o tema da alimentação ter sido um dos selecionados pelos alunos da turma para abordar na disciplina de Cidadania e Desenvolvimento.
Estes dois desafios foram realizados em simultâneo ao longo do ano letivo, o que foi possível porque a docente da disciplina de Geografia, Coordenadora Eco-Escolas, dispunha de uma hora dedicada a este Programa que coincidia com a hora de Cidadania e Desenvolvimento, disciplina lecionada pela docente de Ciências Naturais e Coordenadora do PPES. Reunidas estas condições, a concretização das atividades decorreu da melhor forma pois os alunos eram distribuídos rotativamente pelos dois desafios, tornando-se possível trabalhar com dois grupos de menor dimensão, condição facilitadora do desenvolvimento deste tipo de projetos.
A implementação do projeto “Brigada da Cantina” começou pela leitura atenta do regulamento do desafio e seleção dos aspetos a serem trabalhados, nomeadamente hábitos alimentares, promover hábitos de higiene das mãos, avaliar o grau de interferência do telemóvel e outros equipamentos electrónicos durante a refeição, avaliar a quantidade de desperdícios alimentares e verificar qual o destino dos restos e sobras de comida.

Envolvimento dos alunos e distribuição de tarefas:
Inicialmente, os alunos da Brigada (organizados em grupos de seis a oito elementos) deslocaram-se ao espaço da cantina, procedendo à aplicação de dois inquéritos aos alunos que consumiram as refeições da cantina. O primeiro, realizado a 21 de fevereiro de 2019 foi aplicado após uma refeição em que foi servida carne e o segundo, realizado a 26 de março, uma refeição de peixe.
Seguiu-se uma fase de análise estatística aos inquéritos realizados, tendo os alunos trabalhado em grupos de dois elementos – esta etapa foi realizada nos computadores da Biblioteca, sendo os dados registados numa ficha criada para o efeito.
Posteriormente, os resultados finais obtidos serviram de base à construção de gráficos, por todos os alunos da turma, na disciplina de matemática.
Para cada refeição foi registado o ano de escolaridade dos consumidores, os seus hábitos de higiene (lavagem das mãos); os seus hábitos de consumo relativamente à sopa, salada/legumes/fruta; qualidade e quantidade da refeição servida; utilização do telemóvel durante a refeição e destino dos alimentos não consumidos.

Divulgação à comunidade educativa:
Após análise atenta dos resultados obtidos os alunos propuseram a implementação de uma campanha com o objetivo de solucionar/minimizar os problemas detetados.
Neste âmbito, os alunos decidiram:
- promover uma campanha para estimular a lavagem das mãos antes e após a refeição;
- avaliar a quantidade média de alimentos desperdiçados em cada refeição, selecionando para pesagem de desperdícios o pão, a fruta e o peixe;
- sensibilizar para a necessidade de reduzir o desperdício alimentar, apresentando na escola uma apresentação PowerPoint, criada no âmbito do Projeto de Promoção e Educação para a Saúde e que tem vindo a ser exibida no Sistema Interno de Televisão.
- afixar posters e informações relativas à necessidade de alterar hábitos alimentares e normas para utilizar corretamente o forno de micro-ondas;
- decorar a cantina com cartazes e maquetes da roda e pirâmide dos alimentos e informações sobre uma alimentação saudável e equilibrada e hábitos alimentares de outros povos.

Registo fotográfico da brigada em ação:

Anexos: