Trabalhos 2021/2022

Santa Casa da Misericórdia de Ílhavo (Centro Infantil) (Ílhavo)

Atividade:  A Viagem dos Alimentos (1º escalão)

Escalão: 1º escalão: jardins-de-infância e 1º ciclo do ensino básico

Memória Descritiva:
As crianças do Centro Infantil de Ílhavo-grupo dos 5 anos e a Educadora Carla Canha visitaram o Museu Marítimo de Ílhavo que nos conta a historia da epopeia do bacalhau magistralmente.Nos nossos dias, inclui também um Aquário de Bacalhaus em que o mais pequenos se podem deliciar ao perceber que o Bacalhau não é a “raia sem cabeça” que se compra nos supermercados. O próprio Museu é, em si, uma requintada peça de arte arquitectónica, internacionalmente premiada.Quando chegámos à nossa Escola depois desta visita e como resposta ao desafio "Alimentação Saudável e Sustentável" os meninos construíram esta história maravilhosa recorrendo a técnicas como recorte,pintura , colagem e desenho efectuando igualmente pesquisa em vários livros e ferramentas digitais do ciclo da vida de um bacalhau.E com o envolvimento de todos a " Viagem do Bacalhau"foi crescendo e o mais importante que de certeza cresceu foi a consciência ecológica de cada um.Consideramos este projecto muito válido porque foi desde o inicio muito bem contextualizado pela Educadora Carla que servindo-se das ferramentas adequadas levou até ao seu grupo de trabalho informação preciosa para este resultado final.
Aqui fica a nossa Maravilhosa História a "Viagem do Bacalhau! "
Era uma vez um bacalhau gigantesco do tamanho de um gigante que vivia num oceano gigante azul, muito profundo e tinha medo de ser pescado. Sempre que aparecia um pescador, ele fugia pelas profundezas do Oceano.
Ele tinha sempre uma forma de escapar.
Bacalhau – Ai que medo… estou a ver a rede de um grande barco
Tubarão – Não te preocupes, eu posso ajudar-te- Tu podes fugir comigo para a minha casa que é muito grande
Orca – Espera aí, eu também te posso ajudar, a minha casa é muito protegida e muito segura.
Bacalhau – Muito obrigado por me ajudarem estava mesmo a precisar.
Entretanto, o bacalhau tentou fugir com os seus amigos para as profundezas do oceano.
Mas de repente apareceu um grande barco com uma grande rede, que os pescadores atiraram à água.
Golfinho – Cuidado os pescadores estão ai!
Tubarão – Não se preocupem, tenho uma solução.
O tubarão tentou roer a rede para ajudar mas não conseguiu e o bacalhau foi pescado.
Bacalhau – Socorro! Alguém me pode ajudar por favor. Fui pescado!
Orca – Não te preocupes, eu vou arranjar uma solução. Vamos para a minha casa para termos uma ideia.
Quando os seus amigos regressaram o bacalhau já estava dentro do barco.
Golfinho – não te preocupes amigo!
Orca – soubemos agora que estão muitas pessoas a precisarem da tua ajuda.
Bacalhau – Ai sim?! Então como é que eu posso ajudar?
Tubarão – Elas estão com muita fome
Orca – Acabei de saber que estão com muita fome e precisam que tu as alimentes.
Golfinho – Se não as ajudares elas podem morrer de fome.
Bacalhau – Já não tenho medo porque percebi que a minha função é alimentar as pessoas. Amigos obrigado pela vossa ajuda. Nunca mais me vou esquecer de vocês!
Então o barco foi embora e levou o bacalhau.
O Bacalhau foi transportado num grande camião para a fábrica onde foi cortado e embalado e levado para as lojas para ser vendido.
Nesse dia, a família da Ana foi ao supermercado.
Mãe da Ana – vou comprar este bacalhau congelado e embalado para o nosso jantar.
Ana – não Mãe, não compres esse bacalhau na embalagem porque é mau para o ambiente.
Mãe da Ana – não te preocupes Ana, esta embalagem nunca irá parar ao oceano porque nós fazemos a reciclagem.
Ana – tens razão Mãe. A embalagem vai para o ecoponto amarelo.
Os amigos do bacalhau ficaram muito felizes porque perceberam que o bacalhau acabou por cumprir a sua função: alimentar as pessoas.
E se fizermos tudo o que podemos para proteger o nosso planeta, o mundo vai ser mais verde, mais saudável e mais seguro para todos nós.
Grupo dos 5 Anos-Centro Infantil de Ílhavo -Autores da História " A viagem do Bacalhau"
Frederico da Rocha Catarino
Gabriel Lucas Senos de Jesus
Gabriel Vieira Henriques
Gustavo Lavrador Ferreira
João Afonso dos Santos Paiva
Laura Santos Pimentel
Leandro Miguel Lucas Patrocínio
Matilde Neves Macan
Maria Miguel Machado Tavares
Rodrigo Sousa Reis
Santiago da Silva Claro
Sarah Longaray da Costa
Sofia Catarino Oliveira
Educadora Carla Canha-Responsável pelo grupo de Trabalho

Digitalização de cada uma das páginas das história: