Trabalhos 2021/2022

Escola Secundária Carolina Michaëlis (Porto)

Atividade:  Brigada da Cantina (1º escalão, 2º escalão ou 3º escalão)

Escalão: 3º escalão: ensino secundário, profissional e superior

Aspetos analisados pela Brigada da Cantina:
A Brigada debruçou-se sobre aspetos importantes para uma alimentação saudável e sustentável como: consumo de sopa, consumo de salada, consumo de fruta, o ruído na cantina, o desperdício de alimentos, o destino dos restos, o destino das refeições não consumidas e o uso de ecopontos, em que os últimos três aspetos não foram discutidos devido às burocracias da empresa responsável pela cantina – UNISELF, técnicos de alimentação.
Após quatro semanas de trabalho consecutivo na cantina e comunicação com os funcionários da mesma, chegamos à conclusão que o ruído pode ser separado por dois fatores: turmas e horários (que estão intrinsecamente interligados). Entre as 12h15min e as 13h45min, o nível de ruído é menor dado que predominam na cantina turmas do ensino secundário, grupo que tende a respeitar melhor as normas do espaço. Chegamos, também, à conclusão que é essencial uma maior vigilância/supervisão das funcionárias da cantina perante os alunos de 2.º e 3.º CEB, tanto ao nível do alvoroço como no cumprimento das regras. É, por isso, necessário a consciencialização acerca das regras da cantina e do respetivo cumprimento para amenizar situações como essa.
O ambiente é informal, dinâmico e colorido (na medida do possível), tendo cartazes que explicam e abordam o tema da “roda dos alimentos” e “pirâmide alimentar”.
Tendo em vista que a Brigada da cantina aborda questões como o desperdício alimentar e escolhas mais nutritivas, as informações presentes no espaço são ótimos veículos de divulgação que nos auxiliam nessa sensibilização. Para além disso, o espaço contém a higienização e condições adequadas para o seu uso.

Envolvimento dos alunos e distribuição de tarefas:
Inicialmente, as alunas responsáveis pelo trabalho da Brigada da Cantina (grupo de quatro elementos) permanecemos na cantina durante o período das refeições, interagindo com os alunos que almoçavam e procedendo à aplicação de inquéritos verbais aos alunos que consumiram as refeições da cantina. Efetuaram-se também registos fotográficos. O primeiro questionário, realizado a sete de março de 2022, foi aplicado após uma refeição em que foi servido um prato de peixe e o segundo, realizado a oito de março de 2022, uma refeição de carne.
Seguiu-se uma fase de análise estatística ao inquérito realizado no dia 27, 28 e 29 de abril de 2022, tendo trabalhado em grupo – esta etapa foi realizada nos computadores do grupo, sendo os dados registados numa ficha criada para o efeito.
Posteriormente, os resultados finais obtidos serviram de base à construção de gráficos por todos os elementos do grupo.
Para cada refeição foi registado o conteúdo do prato e suas respetivas sobras, o nível de ruído; os hábitos de consumo relativamente à sopa, salada/legumes/fruta; qualidade e quantidade da refeição servida.

Divulgação à comunidade educativa:
Mediante as conclusões analisadas através do questionário aos alunos e dos dados observados durante a intervenção na cantina constata-se que os alunos mais novos não estão suficientemente consciencializados para a prática de uma alimentação saudável ao longo da manhã. Por este motivo, consideramos pertinente a exibição de um cartaz didático “Manual da lancheira saudável” afixado na cantina para a sensibilização de melhores práticas alimentares.
Como o cartaz é destinado aos alunos julgamos imprescindível que haja consciencialização por parte dos encarregados de educação para que esses hábitos alimentares sejam incutidos, também, nas suas habitações. Por esta razão, o melhor veículo de informação para os mesmos é o jornal da escola “O Rouxinol”.
O trabalho foi também apresentado aos alunos do 12.º ano a frequentarem a disciplina de Biologia e encontra-se divulgado em https://ecocarolinamichaelis.blogspot.com

Registo fotográfico da brigada em ação:

Anexos: