Trabalhos 2021/2022

Colégio D. Duarte (Porto)

Atividade:  Eco-Ementas Mediterrânicas | Eco-Cozinheiros (2º escalão ou 3º escalão)

Escalão: 2º escalão: 2º e 3º ciclos do ensino básico

Ementa:

Memória descritiva:
Os alunos do 9.º ano de escolaridade, na disciplina de Ciências Naturais, trabalharam a atividade Eco-ementa, associado sub-tema “Alimentação Saudável no Equilíbrio do Organismo Humano”.
Os alunos demonstraram muita curiosidade pelo assunto, apesar de inicialmente terem ideias muito pouco corretas acerca de uma alimentação saudável, uma vez que têm, na generalidade, uma apetência por “fast-food”. Durante as aulas aprenderam a importância de uma alimentação saudável, sustentável e nutricionalmente equilibrada.
No final da lecionação do tema, foi apresentado o desafio da atividade Eco-ementas, tendo sido revelado todos os procedimentos associados através de documentos e vídeos disponibilizados pelo programa Eco-escolas. Os alunos tomaram contacto com as normas que implicavam pesquisa de informação sobre valores nutricionais e alimentação saudável, assim como sustentabilidade alimentar. O trabalho de pesquisa e cálculo realizado pelos alunos permitiu aferir a aquisição e interiorização dos conteúdos lecionados, assim como as competências para aplicação na sua vida. Procurou-se sensibilizar a comunidade escolar através da envolvência da Família na ajuda da execução de uma ementa saudável e sustentável (de acordo com os critérios apresentados pelo projeto ”Eco-ementas”). A concretização da ementa junto dos Pais e Encarregados de Educação propiciou momentos de debate e levou as aprendizagens da escola à cozinha da família, na tentativa de introduzir novas tendências no quotidiano familiar.
Os alunos entregaram as suas eco-ementas e, em aula, foi realizada a análise das mesmas, tendo em conta a diversidade de ingredientes usados e os pressupostos da alimentação saudável e sustentável. E, claro, o gosto alimentar dos alunos de uma turma desta faixa etária. Toda a turma trabalhou, então, numa nova ementa, calculando seu o valor e equilíbrio nutricional, assim como a parte económica.
Os alunos tiveram a atenção de escolher alimentos saudáveis, a maior parte deles de baixo valor económico e de rápida produção, para minorar o gasto energético e evitar interferir com a sustentabilidade das espécies. A generalidade dos alimentos usados são produtos da época - diminuindo a necessidade de processamento dos mesmos-, de nacionalidade portuguesa, o que limita a cadeia de transportes de distribuição e consequentes emissões estufa, contribuindo para a biodiversidade local e produção dos agricultores. É de referir, que ao longo da confeção é possível substituir a maioria dos elementos elétricos por trabalho manual, assim como a fonte de calor poderia ter origem na biomassa (fonte de energia renovável), utilizando fogões e grelhadores a lenha.

Registo fotográfico:

Informação extra:
Custo para 2 pessoas (€): 4,64
Valor energético para 2 pessoas (Kcal): 1249,0
Os restantes elementos estão referido na tabela em anexo.

Informação extra (anexos):